Setor de franquias e o futuro consumidor

Setor de franquias e o futuro consumidor

Setor de franquias e o futuro consumidor

Com legislação própria e mercado profissionalizado, conheça algumas das áreas que têm chance de crescer nos próximos anos.

O modelo de franquias chegou ao Brasil no formato de loja física, foi se adaptando ao mercado, ganhou pontos em quiosques, venda de porta em porta, home-office e invadiu o mundo virtual. Um dos segmentos em que ela investe agora e tem mais chances de crescer é o de energia solar – limpa, renovável e econômica. O administrador de empresas Luís Colaferro percebeu essa tendência nos Estados Unidos, onde foi estudar, e investiu no negócio, que virou franquia em 2017. Hoje, são 17 unidades. A rede já instalou 1.200 sistemas.

O preço médio de cada sistema é 35 mil reais. E se alguém tem dúvida que energia limpa é o futuro, as últimas estatísticas, de 2016, mostram que o número de microgeradores de energia solar cresceu mais de 400% em relação ao ano anterior.

Foco nos idosos

E como os brasileiros estão vivendo cada vez mais, a proporção de idosos só aumenta e a procura por serviços para esse público deve disparar nos próximos anos. Um casal, Joyce Duarte Caseiro e Pedro Moraes, junto com mais um sócia, criou uma casa de repouso em 2016, em Jaguariúna, interior de São Paulo. Ela é médica, ele economista.

Hoje, virou uma rede de franquia com 16 unidades. Com cara de pousada, mas bastidores de hospital, cada unidade tem uma equipe de 27 profissionais que monitoram, cuidam e divertem os hóspedes. Os idosos podem morar no local, passar o dia ou uma temporada. A rede planeja abrir mais 50 unidades nos próximos três anos

“A gente está vivendo momento de inflexão na história humana. Muita informação e tecnologia e olhar focado nas pessoas. Então uma tendência de franquia é trabalhar a melhor idade, na questão educacional, alimentação e saúde isso é uma grande tendência”, diz Altino Cristofoletti.

Setor de franquias e o futuro consumidor

Fonte: G1