Rede de Franquia de Lanchonetes é Eleita a Melhor do Ano

A rede de lanchonetes MegaMatte foi eleita a franquia do ano no prêmio “Melhores Franquias do Brasil 2017”, organizado pela revista Pequenas Empresas e Grandes Negócios, da Editora Globo. O prêmio está na 14ª edição.

Rede de Franquia de Lanchonetes é Eleita a Melhor do Ano

Rede de Franquia de Lanchonetes é Eleita a Melhor do Ano

O negócio, que surgiu nos anos 90, no Rio de Janeiro, concorreu com mais de 400 franquias de todo o país. Este ano, 60 franquias ganharam cinco estrelas. Entre elas, a MegaMatte foi o grande destaque. “É com grande emoção que a gente recebe esse prêmio e sem dúvida a gente contribui para que possa, através dos nossos franqueados e profissionais, superar esse momento que o país passa”, destacou o diretor executivo da rede, Julio Monteiro.

As franquias foram avaliadas pelos próprios franqueados, em três quesitos: qualidade, desempenho da rede e satisfação do franqueado. A diretora de redação da revista Pequenas Empresas e Grandes Negócios, Sandra Boccia, explica que são dezenas de profissionais que participam da metodologia, da criação e da aplicação da pesquisa: “Não existe nenhuma ingerência do franqueador que tem aqui a surpresa de descobrir qual foi a melhor franquia do ano, baseada nesses quesitos”.
A campeã do prêmio tem 139 franquias e quer chegar a 200 unidades este ano. Há 23 anos no mercado, cresceu baseada em dois pilares: lanches práticos e saudáveis. “Ser saudável é o que todo mundo quer e praticidade é o que o mundo deseja. Então, aliar o que todo mundo quer com o que dá para ser feito no dia a dia acho que é o segredo do sucesso”, afirma Daniel Lazary, diretor da MegaMatte.

As lanchonetes da rede são cheias de ofertas de combos, que aumentam as vendas. Um lanche com bebida sai em média por R$ 12. “O mate e o guaraná natural são os produtos que geram mais retorno para o franqueado, então a margem de lucro é muito maior mesmo entre o mate e o guaraná natural e aí a gente combina isso pra poder baixar um pouquinho o preço, tornar atrativo pro cliente e ganhar mais vendas no volume”, explica Daniel.

O potencial das pequenas lojas surpreende. Em 20m², atendem até 500 pessoas por dia. A vitrine é grande e iluminada, planejada para atrair o consumidor. Para montar uma franquia, o investimento é de R$ 230 mil. O faturamento médio é de R$ 75 mil. A rede também tem opção no formato quiosque. O franqueado recebe o negócio pronto.
Willson Onituka, dono de uma unidade da rede, destaca o apoio que recebe da franqueadora: “O consultor sempre vem, mensalmente, dá todo o apoio, vê se está funcionando direitinho, tanto a parte financeira, na parte dos produtos, auxilia muito”.
Com o grande prêmio nas mãos, Julio Monteiro afirma que esse é mesmo o principal ingrediente do sucesso da rede: “O segredo é tratar o franqueado assim como o pai trata o seu filho, com proximidade. Saber que apesar de você ter desenvolvido uma tecnologia, não quer dizer que você vai perpetuar isso pra sempre. O mundo tá inovando, o mundo tá se atualizando, o consumidor tem uma nova forma de consumir e quem tá no ponto de venda é o franqueado. Se você não ouve o seu franqueado, você tampa seu ouvido pro sucesso a longo prazo”.

Fonte: G1